«Viseu Ajuda» já apoiou 1.200 famílias

Abril 13, 2021 | Sociedade

O Município de Viseu, logo após a deteção dos primeiros casos da COVID-19 em Portugal, lançou a linha de emergência VISEU AJUDA. Um ano depois, a linha apoiou cerca de 1200 famílias viseenses e 504 menores em situação de carência, isolamento ou outra de emergência social. Após 12 meses, a autarquia deu resposta a 1966 ocorrências, canalizando diretamente 132 mil euros do orçamento municipal.

Julgo que ninguém tem dúvidas que o VISEU AJUDA foi uma das apostas mais acertadas que concretizámos, face a esta terrível pandemia que se abateu sobre o mundo. Permitiu uma resposta concertada, rápida e solidária, face às necessidades vividas por muitas famílias neste período crítico”, sublinha Conceição Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Viseu. Recorde-se que o projeto teve uma primeira fase, que decorreu entre março e junho de 2020, prestando apoio 7 dias por semana, entre as 9 e as 20 horas, a pessoas e famílias residentes no concelho. Após esse período, o VISEU AJUDA mantém-se em funcionamento, com alguns ajustes, mas com o mesmo desígnio: resolver situações de emergência e carência social.

Disponibilizar uma resposta imediata para um conjunto de bens e serviços básicos, urgentes e inadiáveis, nomeadamente de aquisição e/ou entrega de refeições, de medicamentos e de compras de supermercado ao domicílio (alimentares e outros essenciais), assim como assegurar reparações domésticas urgentes e o agendamento de recolha de resíduos ao domicílio de pessoas infetadas pelo novo coronavírus foram objetivos traçados e que continuam a constituir tipologias de apoio colocadas à disposição da comunidade.

Importa salientar que o impacto da linha VISEU AJUDA excede os apoios sociais atribuídos diretamente e a agilidade demonstrada em tempos de crise. “Melhorámos o conhecimento social do concelho e sinalizámos à Segurança Social centenas de famílias em situação de vulnerabilidade, não cobertas pelos instrumentos de proteção social do Estado”, lembra por sua vez Cristina Brasete, Vereadora da Ação Social. “Ao longo destes meses, aprimorámos o serviço o que, em conjunto com a Segurança Social, tem permitido, inclusive, garantir uma intervenção estrutural e continuada no tempo para as respetivas famílias, o que lhes possibilita ter um acompanhamento e apoios regulares”, adianta.

Do ponto de vista geográfico, as Freguesias de Viseu, Abraveses e Rio de Loba lideram o topo dos territórios com mais situações de emergência social. De entre os serviços prestados pelo programa municipal, as compras de supermercado representam a maior fatia dos pedidos de apoio realizados, seguindo-se as compras de medicamentos e o fornecimento de refeições, que expressam a dificuldade de acesso a bens essenciais, especialmente durante a altura mais crítica da pandemia.

A linha VISEU AJUDA conta com a colaboração de uma equipa multidisciplinar e com uma bolsa de voluntários, funcionando sempre em articulação com as Juntas de Freguesias.