Centro Hospitalar Tondela Viseu em sétimo lugar na admissão de médicos

Agosto 8, 2018 | Sociedade

O Centro Hospitalar Tondela – Viseu irá receber, até ao final do mês de Setembro, 34 recém-especialistas em Medicina. Os novos clínicos poderão ser chamados a preencher vagas em serviços que se têm revelado mais deficitários, como Dermatologia, Urologia, Radiologia, Cardiologia e Oncologia Pneumológica, entre outros. Os médicos a contratar fazem parte do lote de 1.234 aprovados pelo Governo para diferentes sectores do Serviço Nacional de Saúde: 839 para hospitais, 378 para Medicina Geral e Familiar e 17 para Saúde Pública.

A região Centro receberá um total de 264 novos médicos: 62 para Medicina Geral e Familiar e 2 para a área da Saúde Pública. Em nota distribuída à comunicação social, a Administração Regional de Saúde do Centro, afirma que “com a contratação destes novos profissionais, conjugada com a atribuição de incentivos à fixação em zonas carenciadas, será reforçada, de forma substancial a resposta ao nível dos cuidados hospitalares e cuidados de saúde primários na região Centro.

Com efeito, os diplomas já publicados em Diário da República, prevêem incentivos financeiros na carreira e até de férias, a 150 médicos que aceitem trabalhar em hospitais e centros de saúde de algumas das zonas mais carenciadas do país.

Lisboa Central e hospitais de Coimbra, Algarve, e Évora, são os que têm mais vagas na presente colocação. Já o Centro Hospitalar Tondela – Viseu ocupa o sétimo lugar na distribuição de médicos com 34 vagas a preencher. Uma posição ex-aequo com o Centro Hospitalar Lisboa Norte. A lista é liderada pelo Centro Hospitalar Lisboa Central com 54 vagas. No fim da tabela estão a ARS Algarve, o Hospital de Cantanhede e o Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa, todos com apenas um médico.

No mesmo documento enviado à comunicação social, a ARS Centro sustenta que o presente preenchimento de vagas “teve como base um conjunto de critérios que consideram as necessidades de cada instituição do SNS, com especial enfoque, a nível da região Centro, nas unidades de saúde do interior”.

 

 

 

© 2013 Jornal Via Rápida Press. Todos os Direitos Reservados.