Plataforma de Emergência e Protecção Civil liga Viseu e Coimbra

Abril 11, 2019 | Região

Em cerimónia que decorreu na Quinta do Vale Minhoto, em Tondela, as comunidades intermunicipais (CIM) Viseu Dão Lafões e da Região de Coimbra, apresentaram a Plataforma de Emergência e Protecção Civil. Um sistema de informação avançado, de base tecnológica, de monitorização de risco e catástrofes para a protecção civil e gestão de recursos naturais, envolvendo a participação das principais entidades e agentes de protecção civil dos 33 municípios integrantes dos dois organismos intermunicipais.

A apresentação foi presidida pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, que classificou a Plataforma como “um exemplo magnífico” de trabalho das autarquias, enquanto parceiros “fundamentais” no esforço nacional de Protecção Civil.

“O conhecimento é apoio à decisão. E trazer tecnologia para a Protecção Civil, é decisivo para anteciparmos fenómenos extremos, sejam eles incêndios rurais, furacões como o Leslie, risco de inundações, entre outros”, reconheceu o governante.

A Plataforma de Emergência e Protecção Civil intermunicipal está direccionada para o apoio, em tempo real, de operações e tomada de decisão das equipas em momentos de resposta a fenómenos naturais e situações de emergência, nomeadamente fogos florestais; a monitorização, inventariação e mobilização dos meios e recursos; e inclui ferramentas de análise preditiva dos impactos dos acidentes, e capacidades de simulação de cenários de riscos naturais ou tecnológicos, como sejam incêndios, tempestades, ciclones, e sinistros de vários tipos.

Para o efeito, a Plataforma incorpora o conhecimento reunido em estudos especializados realizados na região, nomeadamente sobre o impacto das alterações climáticas, grandes incêndios ocorridos nos últimos 30 anos, e as cartas de risco municipais.

Nuno Martinho, secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, sublinha que uma das virtudes deste projeto “assenta no facto de dois territórios terem desenvolvido uma plataforma tecnológica comum de apoio ao planeamento e gestão de riscos no âmbito da proteção civil, que permitirá aos agentes terem informação de qualidade de forma agregada”.

© 2019 Jornal Via Rápida Press. Todos os Direitos Reservados.