Mário Vidigal passa testemunho a Adelino Botelho no Rotary Clube de Viseu

Julho 2, 2012 | Região

O Rotary Clube de Viseu (RCV) vai assumir, na sua plenitude, ao longo do ano 2012/2013, o lema internacional «A paz através do bem servir». Isso mesmo foi garantido pelo novo presidente, Adelino Botelho, na cerimónia de transmissão de tarefas que juntou dezenas de companheiros no Hotel Grão Vasco. Com a pronta disponibilidade, logo manifestada por Lurdes Botelho, que irá dedicar, ao longo do próximo ano rotário, uma dia por semana da sua actividade como médica, no apoio a 12O crianças de um centro social, e a 30 idosos, alguns deles acamados.

Na hora da passagem do testemunho a Adelino Botelho, o past-presidente Mário Vidigal Marques, também ele distinguido com o «Título de Reconhecimento» entregue pelo governador do distrito 1970 e membro do RCV, António Madeira, pelos “relevantes serviços” prestados na organização da 29.ª Conferência rotária realizada em Viseu, mostrou-se convicto de que o RCV vai dar continuidade a projectos, alguns deles a “superarem as expectativas”, concretizados ao longo do seu mandato.

“Sei que vai fazer uma boa presidência”, corroborou o presidente do Rotary Clube de Mangualde, um dos clubes convidados, a par de Tondela, Maia e S. João da Madeira, para a cerimónia de transmissão de tarefas no clube de serviço à comunidade de Viseu. “Uma cerimónia de transmissão e não de cessação de tarefas”, fez questão de explicar o actual governador do Distrito 1970, ao sublinhar a vontade de Adelino Botelho em promover, ao longo do próximo ano, a “congregação e aproximação entre os companheiros, como forma de tornar o RCV maior e mais abrangente”.

No plano de acções a desenvolver em 2012/2013, Adelino Botelho enumerou as actividades normais do RCV, como a homenagem a um aluno, a realização de uma gala e caminhada com fins solidários, a mobilização dos companheiros para o «Cabaz de Natal» e, em articulação com o Centro Hospitalar Tondela-Viseu, o apoio a crianças com autismo. A constituição de um novo Conselho Director a redução da quota mensal de 36 para 25 euros, são outras medidas anunciadas por Adelino Botelho, isto no plano da dinamização interna no RCV.