Balneário Romano renasce das ruínas nas Termas de São Pedro do Sul

Agosto 13, 2019 | Região

As obras de valorização, conservação e reabilitação das Termas Romanas de S. Pedro do Sul foram inauguradas pela Ministra da Cultura, Graça Maria da Fonseca. O investimento é superior a 1,8 milhões de euros, com comparticipação de 85% do Centro 2020 e de 7,5% da Direção Regional da Cultura do Centro, que representa o maior investimento em recuperação de monumentos do centro do país.

Em fevereiro de 2016, foi assinado o protocolo de colaboração entre a Direção Regional de Cultura do Centro e o Município para a reabilitação e musealização do Balneário Romano de S. Pedro do Sul, classificado como Monumento Nacional por Decreto de março de 1938.

O projeto, da autoria do arquiteto João Mendes Ribeiro, requalifica as ruínas romanas num pólo de desenvolvimento cultural, conservando toda a sua envolvente histórica, devolve este espaço aos sampedrenses e acrescenta mais-valias ao turismo de saúde e bem-estar, atraindo novos turistas ao concelho.

A próxima fase deste projeto irá dotar o Balneário Romano de um museu com centro interpretativo e uma loja temática.