Novas residências do IPV disponibilizam mais 280 camas

Março 20, 2019 | Educação

No âmbito do Plano Nacional de Alojamento para o Ensino Superior – PNAES -, que visa a reabilitação de imóveis para acolher estudantes do ensino superior, o Instituto Politécnico de Viseu (IPV) sinalizou, “como sendo de interesse” para a prossecução do Plano, três edifícios em Viseu: uma ex-residência de estudantes na Quinta da Carreira e dois  projetos conjuntos em colaboração com o Município de Viseu, e dois em Lamego. No total vão ser disponibilizadas mais 200 camas em Viseu e 80 em Lamego. 

Nestas novas unidades “pretende-se adotar um novo modelo de residências, centrado em pequenos apartamentos, abandonando o conceito convencional, centrado em quartos, já muito pouco atrativo para os estudantes”, sublinha um comunicado da presidência do IPV.

O IPV disponibiliza atualmente 320 camas, em três Residências de Estudantes, situadas no Campus Politécnico, destinando-se, preferencialmente, a alunos bolseiros: 132 quartos duplos, 50 individuais e 6 preparados para estudantes com necessidades especiais, todos eles dotadas de excelentes condições. A taxa de ocupação costuma ser na plenitude, estando atualmente ocupadas 280 camas.

Também no âmbito do PNAES, estas residências vão ser alvo de um processo de requalificação para melhorar as condições aos seus estudantes deslocados, através da criação de receção única e construção de novas cozinhas e lavandaria.

Ainda no campo do alojamento para os seus estudantes, o Politécnico de Viseu encontra-se a diligenciar contactos com instituições de solidariedade social de Viseu, Patriarcado e Misericórdia, no intuito de aumentar a sua capacidade de acolhimento.

O Politécnico de Viseu pretende, com estas ações, “alargar e democratizar o acesso ao ensino superior, num contexto de maior inclusão social e bem-estar dos estudantes, garantindo uma formação de base humanista”.