Escolas de Verão arrancam com 120 estudantes no Politécnico de Viseu

Julho 27, 2020 | Educação

Um apoio especial da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), em resposta à pandemia de COVID-19 e no âmbito do apoio especial “Verão com Ciência”, permitiu a realização, no Politécnico de Viseu – o segundo no país com mais candidaturas aprovadas –, das «Escolas de Verão». Ao todo, entre julho e outubro, serão ministradas neste estabelecimento de ensino, os oito cursos propostos, abrangendo um total de 120 estudantes bolseiros do ensino superior.

João Monney Paiva, Presidente do Politécnico de Viseu, valoriza a dinâmica dos docentes e investigadores das várias Escolas que, num curto espaço de tempo, apresentaram projetos de áreas formativas como as Ciências Agrárias, Alimentares e Veterinárias, as Ciências da Vida e da Saúde, a Educação e Desenvolvimento Social e as Engenharias e Tecnologias.

Para além do importante contributo que esta iniciativa vai constituir para a formação dos estudantes, João Monney Paiva considera que este financiamento contribui para os bons resultados que têm sido obtidos na área da Investigação e Inovação no PV, com aumento das receitas de vários projetos nacionais e internacionais, através da colaboração crescente entre as diversas escolas superiores e seus departamentos.

O presidente do Politécnico de Viseu reconhece a oportunidade da iniciativa. “Para além da possibilidade dada aos alunos de desenvolverem as suas competências, abrange também estudantes carenciados que se vêem, em tempo de pandemia, impedidos de trabalhar nesta época do ano, como habitualmente o faziamm nomeadamente na Feira de São Mateus e até no estrangeiro na apanha das maçãs

As “Escolas de Verão” aprovadas para o Politécnico de Viseu foram: “A aplicação da Impressão 3D a Projetos de I&D”, Serafim Oliveira; “Agroecologia e sistemas alimentares sustentáveis”, Cristina Amaro da Costa; “Aplicações IoT para a área da saúde”, Ivan Pires; “Competências Emocionais e Prevenção do Abandono no Ensino Superior”, Manuela Ferreira; “Dinâmicas e Estratégias de Inclusão para a Promoção e Literacia em Saúde no Ensino Superior”, Carlos Albuquerque; “Economia circular – Desenvolvimento de Soluções Sustentáveis”, Isabel Brás; e “INVEST – Iniciação à inVESTigação e Publicação científica: potencialidades da revisão sistemática da literatura e meta-análise”, Madalena Cunha, e “Mentores em ação”, Emília Coutinho.