«Viseu Investe +» apresenta 34 medidas para relançar economia

Junho 9, 2020 | Economia

O presidente da Associação de Comerciantes do Distrito de Viseu (ACDV), Gualter Mirandez, não tem dúvidas que só com a realização de pequenos eventos de animação de rua “será possível, no actual contexto de crise, levar algum ânimo aos comerciantes. São tão necessários como importantes”, apelou o dirigente, depois da apresentação, no Município, do «Viseu Investe +», um Programa que contém as 34 medidas que vão procurar incentivar e relançar a economia local e regional. O presidente da Autarquia, Almeida Henriques garante que Viseu vai ter os prometidos 100 microeventos que irão preencher os meses de Julho, agosto e Setembro. “É um compromisso para honrar”, conclui o autarca.

“Ajudar as pessoas, estimular os vários sectores de actividade como o turismo, comércio local e os serviços, bem como a manutenção do emprego e captação de mais investimentos”, são algumas das 34 medidas contidas no Programa «Viseu Investe+» já apresentado pelo presidente do Município.

“Em momentos de dificuldade como aquele que atravessamos, justifica-se a adopção de medidas excepcionais, nos planos nacional, regional e local, destinadas a apoiar as famílias em situação de especial vulnerabilidade ou com diminuição expressiva de rendimentos, empresas e profissionais liberais que, tendo encerrado ou diminuído as suas actividades, registam dificuldades em cumprir compromissos e retomar a seu normal funcionamento, assim como o tecido institucional local, designadamente social, cultural, educativo e desportivo”, justifica Almeida Henriques. Que aponta como sectores que configuram motores de emprego, o Turismo (canal HOREGA), Comércio Local e Serviços.

O autarca dá ênfase especial à medida 27 do «Viseu Investe+», que preconiza a promoção e o lançamento do projecto «Viseu 100% digital», incrementando assim a igualdade territorial de oportunidades em matéria de conectividade. “É um projecto que nos coloca na primeira linha da digitalização, transformando Viseu na primeira cidade do país 100 por cento digital. E que vamos fazer chegar a todos as freguesias do concelho até ao final de 2022”, garante Almeida Henriques.

Consolidar e promover o investimento nos novos clusters das TICE, Saúde, Ambiente e Energia, Agro-alimentar, cultura e industrias criativas, fixando com isso mais 300 profissionais até Junho de 2021; promover, em articulação com o Governo, o Plano de Digitalização no Ensino em todos os níveis para o ano lectivo de 2020/2021; e a disponibilização de terrenos a preços simbólicos e a celeridade nos processos de licenciamento industrial nos parques empresariais de gestão municipal, nomeadamente nos mais de 8 hectares do parque empresarial de Mundão e no de Lordosa (em fase de apresentação da candidatura ao Centro 2020), fazem ainda parte do pacote de medidas anunciado no «Viseu Investe+» – Programa de Incentivo à Manutenção e Relançamento da Economia Local e Regional.