FUJITSU instala-se e cria 30 postos de trabalho em Viseu

Novembro 12, 2019 | Economia

A Fujitsu assinou com o Município de Viseu um protocolo que tem como objetivo aumentar as suas competências digitais nesta cidade. A empresa nipónica vai ficar instalada na na Vissaium XXI – Centro de Incubação Tecnológica onde, de acordo com o protocolo, vai criar, numa primeira fase, 30 postos de trabalho qualificado.

“Viseu tornou-se, nos últimos seis anos, um ponto incontornável na rota do investimento. Acompanhámos, através do Gabinete do Investidor, 87 processos de investimento, que proporcionaram a criação de 2.619 novos postos de trabalho, que se traduziram num valor global de investimento superior a 226 milhões de euros. A Fujitsu é mais uma marca de referência que conseguimos atrair para o nosso território”, congratulou-se o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, na cerimónia realizada no Salão Nobre dos Paços do concelho.

Já Carlos Barros, Diretor Geral da Fujitsu Portugal, diz que “para a Fujitsu é fundamental captar talento local nas áreas de cloud, transformação digital, inteligência artificial e data science. Para que isso aconteça é necessária uma presença concreta e a construção de uma rede de parceiros e start ups locais, capazes de endereçar os clientes da Fujitsu em modelo de co-criação. Além de recrutar localmente, a Fujitsu pretende desenvolver uma relação construtiva em maior profundidade com o Município de Viseu”.

O projeto visa inserir Viseu no circuito do conhecimento tecnológico, e colocar a cidade como um Living Lab na área da Internet of Things (IoT) e da valorização do património. Para além de contribuir para a criação de um ecossistema regional e transfronteiriço de empreendedorismo, de promover a criação e organização de infraestruturas de gestão e acolhimento empresarial, e de capacitação tecnológica e de valorização económica e social de resultados das atividades de I&D.

IBM COM MAIS PROJETOS

Face à necessidade manifestada pela IBM em aumentar a capacidade para 300 postos de trabalho, o Executivo Municipal aprovou a abertura de um concurso para a requalificação do piso -1 do edifício onde está instalada a Softinsa/IBM, em Coimbrões. Este aumento da capacidade instalada visa o desenvolvimento de novos projetos.

“Aqui está a resposta aos que afirmavam que as grandes empresas apenas iram abrir pequenos escritórios em Viseu”, observa o Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques.

A Softinsa/IBM conta atualmente em Viseu com 170 colaboradores, a grande maioria com formação superior e com uma média de idades a rondar os 31 anos. Nos seus quadros conta com 86 colaboradores formados no Instituto Politécnico de Viseu.

Recorde-se que só nos últimos 3 anos, as empresas tecnológicas instaladas em Viseu recrutaram 463 quadros superiores.