A festa que afirma Viseu como a Capital Vinhateira do Dão

Setembro 17, 2019 | Economia

De 19 a 22 de Setembro, e pelo sexto ano consecutivo, a cidade vinhateira do Dão volta a viver, em ambiente rural e urbano, a Festa das Vindimas. Um evento organizado pelo Município e pela Viseu Marca, que traz a Viseu, no ano em que se assume como «Destino Nacional da Gastronomia», 10 Chefs – alguns mundialmente reconhecidos – que, em pleno Rossio e num restaurante a céu aberto, vão liderar e assinar experiências gastronómicas, onde os ingredientes regionais são reinterpretados. Desde o Queijo Serra da Estrela, passando pela Maçã Bravo de Esmolfe, pelos míscaros e pelas feijocas, até à Vitela de Lafões, Cabrito da Gralheira, azeite de variedade galega, avelãs de Viseu, feijão papo de rola, e a broa de Vildemoinhos. Tudo para acompanhar com os melhores vinhos do Dão. Ao almoço e ao jantar.

Classificado como o novo evento-âncora da temporada, o «Viseu Estrela à Mesa» assume-se como o “palco principal da alta cozinha”. Diogo Rocha, embaixador de Viseu e Chef do Restaurante Mesa de Lemos, será o curador do festival gastronómico que, durante três dias, vai tomar conta do Rossio. Onde estará, proveniente da Holanda (do restaurante ´tNonnetje, com duas estrelas Michelin), o Chef Michel van der Kroft, a propor um misto entre os sabores dos Países Baixos e a sua paixão e influência pela cozinha portuguesa.

Outra estreia no festival gastronómico é Pedro Almeida, do restaurante Midori, no Penha Longa Resort, em Sintra, também ele detentor do galardão. Estão de regresso ainda os já conhecidos Óscar Geadas, do Restaurante G, na Pousada de Bragança, e Louis Anjos, do restaurante Bom Bom, no Algarve, ambos “Estrela Michelin”. A estes juntam-se os Chefs de Viseu Hugo Marques, do Grupo Pruvor; Diogo Pereira, da Taberna da Milinha; Daniel Soares, sushiman do Home Sushi & Asian Food; Paulo Cardoso, da Casa da Ínsua; e ainda Serafim Campos do restaurante «O Cortiço».

“São eventos como a Festa das Vindimas, o «Viseu Estrela à Mesa» e também uma agenda cultural estabilizada, que têm vindo a potenciar em Viseu um crescimento acima da média nacional. Os indicadores do INE falam por si. Ninguém nos vai demover, por isso, de continuarmos a nossa estratégia, sobretudo quando os resultados estão à vista”, fez questão de sublinhar o presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques, que assume “definitivamente” para Viseu o estatuto de “capital vinhateira do Dão”.

Apresentada na Quinta do Medronheiro, em São Cipriano, uma das 13 quintas do Dão aderentes às experiências de vindima, a 6ª edição da Festa das Vindimas de Viseu “garante pretextos para viseenses, visitantes e turistas, redescobrirem o melhor da cidade vinhateira do Dão”, sublinha o gestor da Viseu Marca, Jorge Sobrado.

Para debater o potencial turístico da região vinhateira do Dão e o seu estado de afirmação, o Novo Banco, patrocinador da Festa das Vindimas de Viseu, organiza com a Viseu Marca, a 19 de Setembro, uma conferência onde serão apresentados indicadores e casos emergentes ou de sucesso.

As experiências reais de vindima e pisa estão reservadas para o dia 21 de Setembro, Feriado Municipal, e distribuem-se por 13 Quintas da Região. São elas as Quintas do Medronheiro, Penassais, Perdigão, Soito, Teixuga, Falorca, Reis, Chão de São Francisco, Vinha Paz, Turquide, Pedra Cancela, Lemos e Casa de Santar. As inscrições decorrem online até 18 de Setembro, no site oficial do evento.

Por estes dias, o Mercado 2 de Maio, com a presença de produtores e enólogos da Região Demarcada do Dão, é local de paragem obrigatória para reencontros com vinhos e sabores de referência, estando ainda garantida uma programação em permanência, recheada de actividades e oficinas para os mais pequenos. Não faltarão também artesãos da região a executar trabalhos ao vivo e a convidar à participação em ateliês criativos.

De destacar ainda no programa e cartaz cultural, de entrada gratuita, a presença em palco de nomes bem conhecidos do público e de talentos emergentes da música portuguesa. A abrir a Festa estará a jovem cantora e compositora Bárbara Tinoco, no Mercado 2 de Maio. António Zambujo vai actuar no patamar da Igreja da Misericórdia), e Tatanka, dos The Black Mamba, vem a Viseu apresentar o seu projecto a solo.

Já a «prata da casa» estará representada, nos palcos do Mercado 2 de Maio, do Rossio e Largo Pintor Gata, por Carla Linhares, Pedro Duvalle & José Alberto, Jotabêzê NB, Adfectus, Grupo Etnográfico «As Tricanas de Vildemoinhos, Rancho Folclórico e Grupo Etnográfico da Casa de Castro Daire em Lisboa, Tempo Singular, STéP, Grupo Etnográfico de Várzea de Calde, e os DJ´s Gryzller e Arede.