Segundo polo desportivo de Viseu avança em Ranhados

Maio 29, 2016 | Desporto

Dentro de pouco mais de um mês, o campo de futebol do Complexo de Santa Eufémia, em Ranhados, estará dotado de um piso de relva sintética, pronta para ser utilizada já no início da próxima época desportiva. Na cerimónia de assinatura do respectivo contrato programa, celebrado entre o Município de Viseu e o Futebol Clube de Ranhados (FCR) na sede do Clube, Almeida Henriques, classificou esta obra, inserida na estratégia definida para o melhoramento de infraestruturas desportivas, como “mais um importante investimento para todo o concelho”.

É o primeiro campo, fora da cidade, a receber um piso de relva sintética. Mas é também uma obra que, face ao significativo aumento de atletas federados, vem materializar “uma opção” tomada pelo actual executivo municipal: a criação de um segundo polo desportivo no concelho. Que, no caso de Ranhados, devido não só à sua localização estratégica mas também aos muitos equipamentos noutras áreas já existentes nesta freguesia, tem reunidas todas as condições para se assumir, através de parcerias a estabelecer com outros clubes, como “uma importante alternativa” a um Fontelo “cada vez mais sobrelotado”.

Com mais de quatro mil atletas federados, “dificilmente encontraremos no país um concelho com tantos jovens nestas condições”, sublinhou naquela cerimónia o presidente da Câmara Municipal de Viseu, que relevou, a propósito, o apoio anual da um milhão de euros disponibilizado pela Autarquia aos respectivos clubes.

A colocação do relvado sintético no campo de futebol do Complexo de Ranhados, com sistema de rega e drenagem, ascende a cerca de 230 mil euros, financiados em 70 por cento pela Câmara Municipal e o montante restante pela Administração Central. Para presidente do FCR, Carlos Ferreira, a obra representa não só a materialização de uma velha aspiração do Clube, mas também “o corolário de um grande esforço feito pelas sucessivas direcções da colectividade”. “Vai tornar possível a dinamização da Escola de Futebol e, consequentemente, a formação de equipas mais fortes e competitivas”, concluiu o dirigente.

 

© 2019 Jornal Via Rápida Press. Todos os Direitos Reservados.