Pedro Almeida reeleito e Repeses recupera equipa sénior

Julho 27, 2020 | Desporto

O C.F. «Os Repesenses» tem nova Direcção, embora mantenha como presidente Pedro Gonçalves Almeida, que liderou a única lista a sufrágio. Na Direção surgem muitos nomes novos, inclusivamente sócios admitidos nos últimos dois anos.

Também na Assembleia Geral houve grandes mexidas, a começar pelo Presidente. O anterior titular deste órgão, Manuel Videira Lopes, integra a única lista candidata à AFViseu (no Conselho de Jurisdicional) e, como tal, não pode continuar a assumir um dos papéis principais no clube repesense.

Na Assembleia de 17 de julho, por iniciativa do Presidente da Direção, foram aprovados, por unanimidade, votos de louvor pelo contributo, pela dedicação e disponibilidade, ao Dr. Manuel Videira Lopes e ao Professor Jorge, figuras que lideraram a Assembleia Geral do clube.

No primeiro discurso, para este novo mandato, Pedro Almeida destacou todo o trabalho desenvolvido nestes últimos anos, a começar pelo esforço que têm tido na recuperação financeira do clube. Outra das bandeiras deste anterior mandato era o regresso da Dragon Force ao clube que, com a intervenção de Videira Lopes, foi concretizado na última época desportiva. Para o futuro, Pedro Almeida acredita que, com a colaboração de todos os elementos da Direção, dos Corpos Sociais, dos associados e de todos os simpatizantes, vai reconquistar um lugar que em tempos foi, durante vários anos, granjeado pelo clube: a liderança da formação de futebol em Viseu.

Na próxima época e aproveitando um conjunto alargado de atletas que foram formados no clube, Os Repesenses vai recuperar a equipa de seniores, que vai disputar o Campeonato Distrital da 1.Divisão da AFViseu. Está igualmente satisfeito com o trabalho desenvolvido pela Dragon Force (até aos Iniciados, Sub15) até esta data e tem fortes esperanças quanto às competições onde vão estar inscritos na próxima época. No caso dos outros escalões, a primeira conquista está garantida, com a inscrição de duas equipas nos juvenis e composta por atletas de elevada qualidade (ambas). Nos juniores, fez questão de realçar o facto da equipa ser composta maioritariamente por atletas formados no clube e que só o argumento da qualidade é que imperou nas novas contratações. Realçou ainda a criação (mandato anterior) de uma nova secção, de artes marciais e cuja esperanças na conquista de grandes resultados nacionais são muitas.

Outro dos objetivos do clube passa por alargar ainda mais o leque de modalidades e, com isto, o aumento do número de atletas.