Federação de Andebol e Centros de Viseu e Guarda abraçam projecto pioneiro

Maio 20, 2012 | Desporto

andebol1A Federação de Andebol de Portugal (FAP) e os Centros de Formação de Associação de Escolas, assinaram na passada sexta-feira, no Hotel Montebelo em Viseu, um protocolo de cooperação no âmbito de um Projeto de Formação de Professores de Educação Física, creditada, que pressupõe também, a realização de um Quadro Competitivo Inter-turmas de andebol a partir do 5º ano de escolaridade, bem como a formação alunos/árbitros, que farão o controlo dessas competições.

Este protocolo que terá a duração de quatro anos, foi assinado pelo presidente da FAP, Ulisses Pereira e por cada um dos directores dos nove Centros de Formação de Associação de Escolas que abrangem todos os 38 concelhos dos distritos de Viseu e Guarda: Escolas do Douro e Távora, Castro Daire e Lafões, Planalto Beirão, Guarda-1, Guarda-Raia, Marco – Cinfães, Centro de Formação EduFor, Visprof e CEFOP-LART.

A cerimónia de assinatura contou ainda com as presenças do presidente da Associação de Andebol de Viseu, Joaquim Escada, presidente da Associação de Andebol da Guarda, Miguel Fonseca, presidente da Formand SA, Pedro Sequeira, presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, vice-presidente da Câmara Municipal de Mangualde, vereadores do Desporto das Câmaras Municipais de São Pedro do Sul, Viseu e Tondela e outros representantes ligados às Direcções das Agrupamentos de Escolas.

Joaquim Escada sublinhou a “importância deste projecto, interligado com outros projectos da Federação para a região, para alunos, escolas e clubes de andebol, na criação de uma base sustentável. Queremos que o andebol volte à escola na sua essência”, enfatizou o responsável.

Em representação dos Centros de Formação de Associação de Escolas, Felisberto Lima, do Douro e Távora, reforçou a ideia de que “este sim é um projeto com grande viabilidade e um exemplo de protocolo”, referindo ainda que “apesar de o protocolo ser assinado neste dia, está a funcionar, mesmo antes deste momento formal.”

Por fim, o Presidente da Federação de Andebol de Portugal, Dr. Ulisses Pereira, salientou que “este é o caminho que devemos seguir numa perspectiva de promoção e desenvolvimento sustentado do Andebol”. O mesmo responsável reconheceu ainda que este é um projecto-piloto que tem tudo para ser replicado, neste mesmo formato, noutros pontos do país”.

 

 

© 2019 Jornal Via Rápida Press. Todos os Direitos Reservados.