«Viseu em toda a parte» em Novembro e Dezembro

Novembro 7, 2018 | Cultura

Simbolicamente apresentada no Teatrinho dos Pauliteiritos de Abraveses, a programação do projeto cultural multidisciplinar «Viseu em toda a parte», promovido pelo AO CABO Teatro, é uma das novidades no cartaz de eventos de 2018 na cidade de Viseu, no âmbito do programa municipal VISEU CULTURA – linha ANIMAR. Conta com um financiamento municipal de 100 mil euros, e pretende levar “espetáculos de qualidade a sítios inesperados”. “É uma mais-valia no panorama cultural de Viseu”, assegura Jorge Sobrado, vereador da Cultura.

Cinema insuflável para os mais pequenos e um Festival Mínimo de Teatro, com peças de teatro para os mais graúdos, são algumas das propostas do «Viseu em toda a parte», que integra ainda o projeto “Improviseu”, uma residência artística a partir do texto “A morte de Danton”, a desenvolver em Dezembro na sede no Teatrinho dos Pauliteiritos de Abraveses. “Juntos vamos reflectir sobre o que é a palavra revolução. Que pode resultar numa pequena apresentação ou numa grande rave”, revelou o encenador e director artístico do «AO CABO Teatro, Nuno Cardoso. O mesmo que em Janeiro vai assumir também as funções de director artístico do Teatro Nacional de São João no Porto.

Sobre o «Viseu em toda a parte», Nuno Cardoso sublinha que foi pensado como um projecto abrangente – “uma espécie de tranca na barriga” – que possa contribuir para alargar a vida cultural em Viseu. Sem ser uma coisa substancialmente diferente, fantasticamente nova ou sobranceiramente estilosa”, ressalvou o encenador

O Festival de Teatro Mínimo, a decorrer no auditório do Instituto Português do Desporto e Juventude de Viseu, tem programadas cinco peças de teatro: “Apeadeiro”, de Nuno Cardoso, “Pulmões”, de Duncan MacMillan, “Bella Figura”, de Yasmina Reza, “Eis o homem”, do Teatro da Palmilha Dentada, e “Livro de horas”, de Manuel Tur. Este será um Festival que pretende promover a integração e interacção com estruturas e actores de Viseu, pertencentes ao universo teatral. Que dão corpo ao Laboratório «Viseu à Mistura», que irá espalhar mupis pela cidade, com um espectáculo final a culminar dois meses de envolvimento de cidadãos e estruturas associativas de Viseu.

Também numa zona envolvente ao Mercado 2 de Maio, no centro histórico da cidade, será instalado um dispositivo insuflável, “único e original”, a convidar crianças dos 3 aos 12 anos a viverem, durante as férias de Natal, uma experiência de cinema diferente, com filmes didáticos.

 

ESPAÇO DE MEMÓRIAS VAI SER REABILITADO

É um edifício que carrega muito da história e do património cultural de Viseu. No Teatrinho dos Pauliteiritos de Abraveses, também esta uma colectividade com pergaminhos no campo cultural e social a nível regional e nacional, e agora transformado em espaços de memórias, estão alinhadas as cadeiras antigas do Teatro Viriato, as bancadas do extinto Teatro Avenida, e algumas das pedras do antigo Regimento de Infantaria de Viseu.

Atendendo a tudo isto, o presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, anunciou que está a ser desenvolvido um projecto de reabilitação do imóvel, numa perspectiva de estaleiro-escola. Um projecto que, segundo o autarca, será desenvolvido ao longo dos próximos três anos, já a partir de Janeiro de 2019,

 

© 2013 Jornal Via Rápida Press. Todos os Direitos Reservados.