Viseu com uma Biblioteca para “dentro e fora de portas” em 2019

Abril 11, 2019 | Cultura

A reativação da histórica biblioteca no Jardim Tomás Ribeiro, no Rossio, e o regresso às freguesias periféricas (em julho e setembro) do serviço de verão do BiblioBus; o primeiro Mercado do Livro de Viseu com mais de um milhar de títulos de uma centena de editoras com descontos dos 20% aos 70%; e o lançamento do «Plano Municipal de Leitura e Escrita», são algumas das 12 apostas da programação da Biblioteca Municipal D. Miguel da Silva para 2019, apresentada, pela primeira vez, pela Câmara Municipal de Viseu.

“A biblioteca é um equipamento, é um acervo, é um conjunto de recursos, mas é também uma instituição que vive dentro e fora de portas. E a reativação da biblioteca no jardim Tomás Ribeiro reveste-se, por isso e sobretudo, de um grande caráter simbólico”, sublinhou Jorge Sobrado.

Na apresentação da programação, o vereador da Cultura recorda que os bancos do Jardim Tomás Ribeiro não eram apenas um espaço de estar, mas eram também um espaço de leitura. Razão pela qual, utilizando as estantes já existentes, “será reativada a biblioteca no modelo de ‘bookcrossing’, que será o primeiro reconhecido em Viseu”, garantiu Jorge Sobrado. Que promete, já para o dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro, a reativação daquele espaço como um “sinal de reconciliação da leitura com aquilo que é a história da leitura na cidade” de Viseu.

Num relance pela programação da Biblioteca Municipal para 2019, o presidente da Autarquia, Almeida Henriques, não escondeu o objetivo de “projetar uma nova ambição para esta instituição municipal, dentro e fora de portas”. E desafiou os utentes a tirarem “mais partido de um equipamento agora ampliado com uma nova sala de leitura, assim como do seu património bibliográfico e da sua vocação cultural e educativa”.

Já no próximo dia 25 de Abril, as comemorações da Revolução justificam especial atenção na Biblioteca Municipal de Viseu, com ações pedagógicas e de sensibilização para públicos escolares e organização de conferências.

Destaque ainda, na programação para 2019, de duas exposições: a primeira dedicada à odisseia do mangualdense João Ferreira de Almeida (sec. XVII) na sua expedição à Indonésia e no empreendimento de tradução inédita da Bíblia para português. Numa parceria com a Sociedade Bíblica Portuguesa, esta exposição, patente entre junho e final de setembro, assinala ainda os 200 anos da publicação da tradução. A segunda exposição vai apresentar e explorar alguns dos valores patrimoniais do «Fundo Antigo» da Biblioteca Municipal.

O plano da inclusão privilegia a participação no Concurso de Escrita Criativa Inter-Prisões dinamizada pela Biblioteca Municipal no Estabelecimento Prisional de Viseu, enquanto, no plano tecnológico, o destaque vai para o desenvolvimento da Plataforma das Bibliotecas Escolares de Viseu, que permitirá uma gestão em rede e integrada dos mais de 11 mil recursos ligados a 16 escolas. A programação completa está disponível e atualizada progressivamente no site do Município em www.cm-viseu.pt.

A Biblioteca Municipal de Viseu registou em 2018 cerca de 90 mil utilizadores. “Agora, com capacidade reforçada e com uma nova ambição e intensidade na programação em 2019, assumimos o objetivo de tocar a meta dos 100 mil utilizadores.”, conclui Jorge Sobrado.