Museu do Caramulo empresta duas peças a Fundação de Milão

Março 24, 2020 | Cultura

A Garrafa de Jorge Álvares e o Prato com o brasão dos Almeidas ou Mellos, pertencentes à colecção de arte do Museu do Caramulo, foram emprestadas para integrar a exposição “The Porcelain Room: Chinese Export Porcelain”, patente na Fundação Prada, em Milão, até 28 de Setembro.

O Museu do Caramulo possui, no seu acervo, um conjunto de cinquenta peças de cerâmica chinesa, entre as quais se encontram peças produzidas nos principais períodos de comércio entre a China e o mundo ocidental, de meados do século XVI ao século XIX.

A exposição, que conta com a curadoria de Jorge Welsh e Luísa Vinhais que explora o contexto histórico, a finalidade e o impacto da porcelana chinesa de exportação. “The Porcelain Room” exibe mais de 1700 porcelanas, fabricadas entre os séculos XVI e XIX, para diferentes mercados, grupos sociais e religiosos, demonstrando assim a eficiência dos produtores chineses.

Como um dos mais célebres exemplares da presença pioneira dos portugueses na China, a Garrafa de Jorge Alvares, datada de 1552, é decorada em tons de azul cobalto sob o vidrado, apresentando uma das primeiras inscrições em língua portuguesa, na porcelana chinesa. Na inscrição em posição invertida pode ler-se “isto mandou fazer Jorge Álvares, reina a era de 1552”.