“E tudo o casamento levou” no teatro Ribeiro Conceição em Lamego

Janeiro 14, 2013 | Cultura

Teatro, música, dança e workshops, com espectáculos e actividades que vão ao encontro de todos os públicos, preenchem a programação para os três primeiros meses do ano no Teatro Ribeiro Conceição em Lamego. Destaque para as comédias «Pijama Para Seis», em Janeiro; «E Tudo o Casamento Levou», «Não há só Tangos em Paris», Gala do 5.º aniversário da reabertura da sala de espectáculos, e Semana Aquiliniana, em Fevereiro; e para o espectáculo dos Vórtice Dance Company e música dos Urban Ensemble, em Março.

Depois do «Cantar dos Reis» e do Concerto do Ano Novo, o palco do Teatro Ribeiro da Conceição (TRC) recebe este sábado a hilariante comédia de Tozé Martinho «Pijama para Seis». Neste espectáculo, em digressão pelo país até ao primeiro semestre, o autor junta-se a um elenco de luxo integrado ainda por Rita Guedes, Daniel Garcia, Carlos Areia, Rosa Soares e Patrícia Cardoso. «Sole to Soul», o espectáculo de Dança Clássica Indiana Kathak (uma experiência hipnotizante que começa nos pés das bailarinas para alcançar a alma da audiência), no dia 19, e a actuação, no dia 26, do grupo de cantares «Mar de Pedra» com a genuína música popular de raiz tradicional e utilização de instrumentos como o acordeão, viola ritmo, viola baixo, harmónica, cavaquinho, bandolim, flauta e muita percussão, completam a programação do mês de Janeiro.

Outra não menos hilariante comédia – «E Tudo o Casamento Levou» -, esta com versão cénica e encenação de Heitor Lourenço, sobe ao palco no dia 2 de Fevereiro, mostrando a vida de um casal (Gonçalves e Maria João Abreu) que “não podem viver um sem o outro, mas também não podem viver um com o outro”. Segue-se, a 9 de Fevereiro, a apresentação do mais recente trabalho de Cristina Branco, que dá voz a «Não há só tangos em Paris», denunciando “explicitamente algumas das sonoridades cultivadas nas canções que o integram”.

Pontos altos da programação do TRC serão, em Fevereiro, a Semana Aquiliniana dedicada à memória de um dos maiores escritores portugueses e que assinala (de 13 a 16) os 150 anos da primeira edição da obra «Noites de Lamego»; e a Noite de Gala (dia 23), marcada pela habitual cerimónia de entrega do Prémio «Mérito Cultural», a festejar o 5.º aniversário da reabertura da sala de espectáculos duriense.

Diogo Infante assina e interpreta a peça de teatro «Preocupo-me, logo existo», em palco na noite de 2 de Março, num espectáculo em que o actor veste a pele de oito personagens distintas que se podem encontrar actualmente em muitas cidades ocidentais. A dança regressa a 9 de Março com o espectáculo «Drácula», pelos Vortice Dance Company, dirigido e coreografado por Cláudia Martins e Rafael Carriço, e com o «Som do Meu Silêncio», a 23, no Serviço Educativo. A comédia visual com Gregor Wollny (16) e os Urban Ensemble, que (re)visitam algumas das mais relevantes paisagens sonoras do folclore urbano do mundo, fecham a programação do primeiro trimestre no TRC.