Legalização limpa imagem de edifício inacabado em Viseu

Novembro 21, 2021 | Actualidade

Cerca de uma década depois, terminou o impasse em que se encontravam as obras de conclusão de um edifício da Avenida da Europa. O mesmo que faz parte de um projecto de urbanização que ficou a meio, mesmo em frente ao Tribunal de Viseu, e que há muito feria a paisagem visual e urbanística daquela zona da cidade.

“Este é o primeiro passo para concretizar o desenvolvimento definido para a zona norte do concelho. Neste caso num local onde a autarquia pretende instalar, junto à fonte cibernética e num espaço que tem servido de estacionamento a feirantes e instalação de circos, o novo Centro de Artes e Espectáculo”, explicou Fernando Ruas aos jornalistas no final da reunião que aprovou o desbloqueamento da situação.

Segundo o autarca, reconstrução agora legalizada, a par do desbloquear de alguns constrangimentos que ali se têm observado, é também determinante para um maior equilíbrio urbanístico entre a zona sul, que tem registado a maior expansão nos últimos anos, e a parte norte da cidade.

“A cidade tem crescido muito a sul, por razões positivas e que são conhecidas, com toda a zona do Politécnico e o Hospital. Achamos que isso tem de ser equilibrado crescendo a norte, e este pode ser o primeiro passo para esse crescimento e para a requalificação urbanística que é necessária naquela zona nobre da cidade”, confirma Fernando Ruas.

Com a conclusão das obras de construção do edifício da Avenida da Europa, fica também o caminho aberto para a construção do novo Centro de Artes e Espectáculo. “É um projecto que está pronto e aprovado desde que, há seis anos, deixei a presidência da Câmara de Viseu”, recorda Fernando Ruas, para quem este executivo vai agora avançar com os proprietários dos terrenos do lado direito. Nesse sentido, está já agendada uma reunião com os dirigentes da Federação dos Vinicultores do Dão que, segundo o autarca têm um grande projecto para o local onde continuam desactivadas as antigas instalações deste organismo.

Na mesma reunião que legalizou a conclusão do edifício na Avenidade da Europa, foi igualmente aprovado o Relatório prévio do projecto de conclusão das obras de urbanização do loteamento de Santo Estevão.