Escritores de prestígio internacional no Festival Literário de Viseu

Novembro 25, 2019 | Actualidade

Em 2018 atingiu o patamar de edição mais internacional de sempre. Em 2019, cinco anos depois de ter sido lançado, o Festival Literário de Viseu «Tinto no Branco» renova a sua reputação e apresenta prestigiados nomes da literatura lusófona, inglesa e ibérica, oferecendo aos visitantes uma oportunidade de conhecer grandes percursos de vida e histórias. É o cartaz maior da sexta edição dos «Vinhos de Inverno», evento que regressa ao Solar do Vinho do Dão, de 6 a 8 de Dezembro. Cuja “estabilidade” é sublinhada pelo presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques. “É importante para o marketing territorial e só assim se consegue implementar a nível nacional e internacional”, reconhece.

Na edição deste ano, Viseu acolhe no Festival Literário «Tinto no Branco» o escritor e romancista inglês Jonathan Coe, autor da mais recente obra «O Coração de Inglaterra»; a premiada escritora uruguaia (residente em Madrid), Carmen Posadas, autora de vários livros infantis e romances, considerada uma das melhores da sua geração; mas também outros dois grandes galardoados da lusofonia – o cabo-verdiano Germano Almeida, Prémio Camões 2018 (ao abrigo da parceria com o festival cabo-verdiano Morabeza); e o jovem português Afonso Reis Cabral, cujo seu segundo romance “Pão de Açúcar” foi distinguido com o Prémio José Saramago 2019. O cartaz musical do evento conta com um concerto dos The Black Mamba.

De regresso a Viseu está também o «padrinho» do evento, Francisco José Viegas e outros nomes marcantes como o também cabo-verdiano Samuel Gonçalves, Frei Bento Domingues, Justa Nobre ou Mário Augusto.

Neste eclético leque de convidados ganham ainda destaque o viseense e «Embaixador» Diogo Rocha (Chef do Mesa de Lemos), que irá lançar o seu segundo livro, aos quais se juntam outros nomes da «prata” da casa» como Henrique Almeida, Carlos Almeida, Fausto Reis e Olinda Beja.

Literatura e vinhos, gastronomia e workshops vínicos, concertos e performances literárias, artesanato regional e exposições, espetáculos infantis e visitas guiadas fazem as propostas deste evento em dose dupla, na cidade vinhateira do Dão. Com o estatuto assumido de “um dos principais festivais literários do país, sem perder o cariz familiar”, o objectivo, segundo Almeida Henriques, “é atingir, ou mesmo ultrapassar, os 5.000 visitantes registados o ano passado”.

Das mesas redondas às «conversas de vida» e espetáculos de poesia, o “Tinto no Branco” reinterpreta-se na forma como se apresenta aos seus visitantes, ganhando um toque especial inspirado no ano de Viseu como “Destino Nacional de Gastronomia”. “É também mais um momento marcante na promoção da marca Viseu, e um especial e magnético pretexto para atrair mais turistas à cidade, destino cultural e turístico de inverno no país”, reconhece o gestor da «Viseu Marca» e vereador da Cultura, Jorge Sobrado.

 

MENU PARA TODOS OS GOSTOS E GÉNEROS

Entre momentos de entrada, pratos principais e sobremesas, o menu servirá todos os gostos e géneros, com a gastronomia a destacar-se como temática principal, sem esquecer os vinhos, o património ou a religião. “Momentos haverá onde a degustação de sabores irá reconfortar a alma do público”, sublinha a organização.

Numa programação que se pretende para toda a família, não faltarão sessões infantojuvenis, com horas do conto e workshops de gastronomia, o espaço «Dão Petiz», com oficinas criativas, mas também espetáculos infantis de teatro pela Cativar e Tenda Produções. A performance de abertura é garantida pelo Grupo OFF/Teatro AFTA. Visitantes de todas as idades poderão ainda viajar pelo imaginário criativo do ilustrador Paulo Galindro, na exposição permanente «O morcego bibliotecário».

Ao longo de três dias, o Solar do Vinho do Dão não estará apenas na rota do universo literário, mas também como grande palco para a mostra, prova e valorização dos vinhos do Dão, com o regresso do Salão de Vinhos e a presença de produtores e enólogos da Região Demarcada. Por outro lado, estão ainda garantidos os sabores típicos locais e o artesanato regional. Para todos os winelovers, integram a agenda dois workshops vínicos com João Paulo Martins (jornalista especializado na área dos vinhos) e Carlos Silva (produtor e enólogo).

O cartaz musical compõe o trio de pretextos para participar deste evento. Como cabeças de cartaz estão confirmadas as bandas portuguesas The Happy Mess (sexta-feira, dia 6) e The Black Mamba (sábado, dia 7). Este último será um concerto de entrada paga, com um valor simbólico de 5 euros, cuja receita reverterá para uma instituição social.  Deste cartaz fazem ainda parte nomes como Pedro Castilho, STéP e os DJ’s Nuno Couto e Arede, que irão garantir a animação de final de tarde e noite.  A eles junta-se o viseense Carlos Peninha, que no palco dos «Vinhos de Inverno» irá lançar o seu mais recente álbum «Ponto de Vista», uma obra musical que conta com o apoio do Município de Viseu, no âmbito do programa VISEU CULTURA.

Neste cenário de inverno, reconfortantes jantares e almoços serão servidos no restaurante Palace durante os três dias do evento.

O Município de Viseu é responsável pela organização da 6ª edição dos «Vinhos de Inverno» e a VISEU MARCA pela organização do Festival Literário “Tinto no Branco”. A iniciativa tem como patrocinador a Comissão Vitivinícola Regional do Dão, para além de várias empresas. A Book Company/Booktailors assegura a produção executiva do “Tinto no Branco”.