400 dias para ampliar e remodelar as Urgências

Novembro 2, 2020 | Actualidade

Arrancam nesta primeira semana de Novembro, as obras de alargamento e remodelação das instalações da urgência polivalente do Centro Hospitalar Tondela Viseu (CHTV, num investimento superior a seis milhões de euros, Montante apoiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) em 4,6 milhões de euros. Assinado que está o auto de consignação, a Edivisa (empresa do grupo Visabeira que ganhou o concurso) garante a conclusão da empreitada no prazo de 400 dias.

Finalmente “vão ser criadas as condições necessárias para responder às necessidades da população, permitindo reduzir os tempos de espera e as assimetrias territoriais, bem como aumentar a disponibilidade de serviços médicos diferenciados”, congratulou-se, na cerimónia, o presidente do Conselho de Administração do CHTV, Nuno Duarte, a propósito da concretização tão esperada de um processo e projecto iniciados já em 2016.

A intervenção prevista vai dotar a urgência de uma maior capacidade de atendimento em picos de grande afluência e tratar com condições adequadas os doentes mais complexos.

A empreitada incide numa área de mais 1.800 metros quadrados e inclui, para além da remodelação e ampliação do actual edifício, a construção de um outro edifício destinado ao mesmo serviço, obra que será executada faseadamente. Permitirá, segundo Nuno Duarte “diferenciar a urgência polivalente com atendimento diário de mais especialidades, dotar a urgência de uma maior capacidade de atendimento em picos de grande afluência e tratar com conforto e dignidade os doentes e os seus acompanhantes”

O edifício novo terá três pisos e ficará interligado à actual urgência geral do Hospital de Viseu, através de três passadiços. O piso 0 acolhe zonas de descanso e instalações sanitárias, zona de estar, zona de trabalho, stock de equipamentos e consumíveis e lavagem de material, entre outros. No piso 1 serão instalados os vestiários, sala de descanso e quarto médico de serviço, para além de armazém geral, parque de equipamentos e lavagem de macas.

O segundo piso do novo edifício, uma ampliação ao nível das urgências do atual edifício, será constituído por sala de sub-espera, gabinetes de observação, gabinete de enfermagem, sala de inaloterapia, gabinetes de várias especialidades médicas e outras instalações.